Estudante do Amapá cria cerveja antioxidante com açaí

18 de dezembro de 2017 675

Regina Araújo, agora formada pelo o Instituto Estadual de Pesquisas Científicas, contou com a colaboração da pesquisadora Ediluci Torres, que é doutora em engenharia química, para progredir no projeto. Elas trabalharam juntas por um ano para desenvolver a fórmula.

Além do açaí, a cerveja leva também camu-camu, a segunda fruta com maior teor de vitamina C do mundo, 30 vezes mais que a laranja. A combinação entre a vitamina do camu-camu e a antocianina do açaí potencializam os o benefícios cardiovasculares e cicatrizantes da bebida, que é do tipo stout e tem teor alcoólico de 3,5%.

O desenvolvimento da cerveja foi feito em conjunto com a Cervejaria Trina e tem causado discussão: tanto as pesquisadoras como o mestre cervejeiro sustentam que são os responsáveis pela receita.

De acordo com o dono da cervejaria, a faculdade apenas criou o extrato de açaí e camu-camu, e todo o resto do processo seria sua criação. Assim, ele acredita ter o direito de comercializar a bebida, e pretende lançá-la no mercado o mais breve possível.

// Hypeness