Flávio Bolsonaro e Queiroga são vaiados após furarem fila para vacinação; veja o vídeo

14 de outubro de 2021 17

O senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) e o ministro da Saúde Marcelo Queiroga foram vaiados e chamados de genocidas na manhã desta quinta-feira (14), na Unidade Básica de Saúde 1 (UBS 1) da Asa Sul, em Brasília, após furarem fila para vacinação.

Gritos de “Miliciano! Fura fila” foram ouvidos durante a saída da comitiva na Unidade Básica de Saúde 1 (UBS 1) da Asa Sul. Outro homem disse: “Seu manezão”.

Flávio Bolsonaro voltou às manchetes, desta vez ao lado da primeira-dama Michelle Bolsonaro em um esquema que direcionou mais de R$ 50 milhões em verbas de publicidade e patrocínio da Caixa Econômica Federal.

Dono de uma mansão de mais de R$ 6 milhões adquirida recentemente em Brasília, o filho de Jair Bolsonaro (Sem partido) seria o responsável pelo direcionamento de cerca de 57% dos R$ 87,5 milhões que a Caixa investiu em patrocínios entre janeiro e agosto de 2021.

Um dos beneficiados foi a Confederação Brasileira de Ginástica, presidida por Maria Luciene Cacho Resende e representada por Ricardo Cacho Resende, filho dele e amigo de Flávio. A entidade recebeu patrocínio de R$ 30 milhões, o maior repassado pela entidade neste ano.

Fonte: REVISTA FÓRUM/Por Julinho Bittencourt