Médico de 35 anos é morto na zona norte de SP em suposto 'golpe do amor'

31 de março de 2024 39

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um médico de 35 anos foi morto com um tiro na cabeça na noite desta sexta (29) na zona norte da capital paulista. A principal suspeita da polícia é a de que ele tenha sido vítima do chamado "golpe do amor", encontros marcados por aplicativos de relacionamento que resultam em crime.

Conforme informações da Secretaria da Segurança, o crime ocorreu na rua Pedro Pomar, no Jardim Elisa Maria. Às 21h44, policiais militares foram acionados para atender a ocorrência de disparo de arma de fogo. Testemunhas disseram que viram os suspeitos fugindo após o crime.

No local, os policiais encontram a vítima, já morta dentro do carro. Ele foi identificado como Heleno Veggi Dumbá, 35, que trabalha de médico na capital, embora a família seja de Minas Gerais.

Nas redes sociais, a família lamentou a morte. O pai do médico, Heleno Dumbá, postou uma foto do médico com os dizeres. "Meu filho hoje foi morar com Deus".

Ainda conforme a Secretaria da Segurança, o celular da vítima foi apreendido e encaminhado para a perícia, para ajudar nas investigações. O caso foi registrado como latrocínio (roubo seguido de morte) no 72° DP (Vila Penteado).

Conforme policiais ouvidos pela reportagem, o local é conhecido por ser utilizado por criminosos para esse tipo de crime, do falso encontro pelo aplicativo.

Fonte: FOLHAPRESS