O brasileiro Ricardo Cesar Guedes foi acusado de roubar a identidade de William Ericson Ladd, um americano já falecido. De acordo com a denúncia apresentada contra Ricardo nos Estados Unidos, o brasileiro conseguiu emitir um passaporte em nome do american

5 de janeiro de 2022 65

A disputa para se tornar o almejado candidato requisitado pela mídia na chamada “terceira via” está cada dia mais acirrada. Mas, não impede que adversário como Sergio Moro (Podemos) e Ciro Gomes (PDT) se unam para atacar Lula (PT), que lidera com folga as pesquisas de intenção de votos.

Dias após arregar de um debate sobre economia com o pedetista (veja o vídeo aqui), o ex-ministro da Justiça de Jair Bolsonaro (PL), fez coro às críticas ao artigo de Guido Mantega (PT), ex-ministro de Dilma Rousseff (PT), sobre a política econômica de um possível governo Lula.

Adaptado ao repertório político do ex-chefe, Russo, codinome de Moro na Vaza Jato, usou um suposto termo propalado pela Lava Jato para se referir ao ex-ministro petista.

“Impressão minha ou Pós-Itália nega ou omite que a nova matriz econômica (agora será a novíssima?!) gerou a grande recessão de 2014-2016 durante o Governo do PT?”, disse Moro, ignorando o fato de que a Lava Jato desmontou grande parte do parque industrial ligado à Petrobras no Brasil, gerando uma avalanche de desemprego, e os achaques do centrão, capitaneado por Eduardo Cunha, ao governo Dilma.

No mesmo tom, Ciro Gomes invocou seu palavrório – “cinismo”, “araque” – para atacar Mantega e Lula, buscando um lugar ao sol em meio ao debate.

No mesmo tom, Ciro Gomes invocou seu palavrório – “cinismo”, “araque” – para atacar Mantega e Lula, buscando um lugar ao sol em meio ao debate.

Fonte: REVISTA FÓRUM/PLINIO TEODORO