O POLÍTICO DE ARIQUEMES TEM A FALA MANSA

27 de novembro de 2023 281

Bem relacionado, tranquilo e discreto. Assim é o Senador Confúcio Moura representante do município de Ariquemes no Senado. À frente do cargo, comemora a boa imagem de Rondônia no cenário político nacional e se diz otimista sobre as chances de o Estado alavancar um prospero progresso diante de um trabalho conjunto político.  

“Há uma demanda enorme por Rondônia.” É assim, entre sorrisos, e com sua fala mansa que o Senador Confúcio Moura, explica o bom momento da política rondoniense. Confúcio revela que "O grande desafio é encontrar tempo para dar conta de todas as frentes de trabalho."

"Vivemos num mundo de aceleradas transformações geopolíticas", avalia Confúcio. "O reconhecimento de que Rondônia precisa se adequar a era moderna e cibernética é unânime. O difícil é encontrar a fórmula que seja capaz de angariar a maioria necessária." Porem o Senador acha que isso está perto de acontecer. "É otimista."

A GOTA D´ÁGUA

O empresário brasileiro como também o estrangeiro "não vai investir em um país onde tem que pagar impostos e multas sobre o que não existe”...

A hiper burocracia Estatal brasileira é tão nefasta, mas tão nefasta, que empresas que não tem funcionários pagam obrigações trabalhistas e multas.

Um empresário de origem estrangeira que vive entre o Brasil, França e Canadá tinha planos de negócios ambiciosos no Brasil.

Abriu uma empresa e estava estruturando as coisas quando veio a pandemia e os planos foram adiados. A empresa foi mantida com pouco movimento, sem nenhum funcionário.

O Contador decidiu, como é comum nesses casos para dissuadir eventuais amargores com as autoridades trabalhistas e tributárias, lançar periodicamente pró-labore e pagar obrigações trabalhistas.

Esse empresário não "trabalhava" na empresa, apenas a administrava dedicando poucas horas do seu tempo e jamais concordou com a decisão do Contador, no que inclusive considerava uma mentira!

Normalmente os empresários em geral não conseguem entender o porquê no Brasil são equiparados a funcionários da própria empresa que administram!

É um absurdo comparável a ser obrigado a pagar por estivadores no Porto de Santos para navios de embarque e desembarque automático!

Nos últimos dias o Contador esqueceu de pagar uma declaração e foi emitida uma multa automática.

Mesmo esse Contador assumindo o pagamento da multa com suas finanças pessoais, ao tomar conhecimento do ocorrido e estarrecido com o absurdo, o empresário tomou a decisão de fechar a empresa e a partir de agora apenas virá ao Brasil para fazer turismo.

A multa foi a gota d'água. Esse empresário, que irá pagar pela multa, desabafou ao Contador com uma frase que temos que pensar em profundidade: "não vai investir em um país onde tem que pagar impostos e multas sobre o que não existe”...

Até que ponto a ganância Estatal brasileira que cria anomalias hiper burocráticas como as multas automáticas com viés fascista e valores incapacitantes é eficaz e eficiente?

Menos um cliente para o Contador.

Menos investimentos para o país! com a multa automática com viés fascista e valores incapacitantes que foi a gota d´água para a decisão de um empresário de desistir de realizar investimentos no Brasil.

PREFEITO IVAIR FERNANDES PERDE R$ 8 MILHÕES DE RECURSOS ESTADUAIS

Os problemas podem não ser do prefeito Ivair Fernandes, mas como diz o ditado “quem casa com a viúva, assume os filhos”, e assim o alcaide encerra o terceiro ano de sua gestão perdendo de uma só vez aproximadamente R$ 8 milhões em recursos estaduais. O município foi negativado por prestações de contas da obra, que já se tornou um elefante branco, da Rodoviária de Monte Negro.

Agora, em 2023, o município deixou de aplicar recursos importantes oriundos do Governo de Rondônia por conta de não se atentar aos trâmites legais para evitar a perda de investimentos.

Todo gestor sabe que ao assumir obras ou processos licitatórios com problemas de prestação de contas de gestões anteriores, deve realizar uma tomada de contas especial, com o único objetivo de responsabilizar quem de fato foi o gestor e o causador dos problemas.

E, por incrível que pareça, essa herança maldita vem de seu companheiro de campanha, o ex-prefeito Eloísio Antônio da Silva, que indicou a vice-prefeita de Ivair, Márcia Fagundes (esposa de Eloísio). O problema se arrasta desde 2012, quando Eloísio ainda era prefeito.

O prefeito Ivair demonstrou falta de habilidade em gestão pública ao não prever que o Governo de Rondônia não aceitaria continuar repassando recursos para um município inadimplente. A inocência e a imprudência têm nome e sobrenome; ao lado de Ivair, para dar ordens e gerir, está sua esposa, que não possui nenhuma experiência em administração pública.

A herança maldita de Eloísio vai custar mais de R$ 9 milhões aos cofres de Monte Negro. Isso porque o Governo de Rondônia exigiu que a Prefeitura devolvesse dois convênios referentes à obra da Rodoviária do ano de 2012, atualizados conforme a Calculadora de Atualização de Débitos do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE-RO). Os dois convênios eram de aproximadamente R$ 2 milhões. Essa calculadora do TCE aponta que o débito atualizado chega hoje a aproximadamente 9.3 milhões. Esse é o valor que a Prefeitura de Monte Negro deve pagar ao Governo de Rondônia para voltar a receber recursos.

A história é mais complicada do que parece. A própria gestão do prefeito Ivair Fernandes, tentando “tapar o sol com a peneira” e achando que ia limpar o nome do amigo Eloísio, financiou o valor de R$ 1.500.000,00 na Caixa Econômica Federal. Mas tem um porém: a conclusão da Rodoviária está orçada em R$ 1.857.166,06, e a Prefeitura não possui o valor de R$ 357 mil para cobrir a diferença para essa conclusão.

Com isso, o prefeito Ivair tentou resgatar valores restantes dos convênios que estão na conta desde 2012. Solicitou ao governo de Rondônia a autorização da quantia de 357 mil daquele convênio de Eloísio. Provocado, o Governo se atentou para o caos que já estava virando essa situação e “desceu o cacete”, tornando a Prefeitura inadimplente para receber os recursos.

Analise só a situação, o prefeito mexeu onde não devia, não tentou resolver primeiro para depois pegar o financiamento, e agora Monte Negro regride mais ainda por não ter recursos para investimentos nas mais diversas áreas.

O CALOTE

Segundo o motorista de aplicativo, que por acaso é amigo, de Matilde num dia de semana ele foi solicitado pra buscar um ex-deputado aqui da cidade de Ariquemes e uma acompanhante no motel, até aí tudo bem, segundo o motorista ao pegar o casal na suíte e se dirigir para a saída notou uma inquietação no ex-deputado enquanto aguardavam a conta na portaria. Ao receber o valor da conta do quarto que utilizou o ex--deputado começou a falar alto e ficar transtornado com o valor , reclamando muito, sacou dinheiro amassado contando centavos e pagou,  a acompanhante era uma mulher muito estranha, tratou logo de falar sobre o valor do programa que havia feito, então o ex deputado disse que havia feito um favor a ela de ter levado a um lugar requintado e tê-la feito gozar, a mulher não estava com cara de bons amigos…No final das contas o Uber deixou o casal nas imediações do lago, o ex-deputado pediu desconto pra corrida do Uber… “vinte paga né?!”

UMA CONVERSA ENTRE AMIGOS

Matilde !!!!??????

Fala Arnaldo.

Vosmecê sabe que aquele cantor baiano barbudo fez uma musica inspirada em mim né.

Qual é?

Eu nasci a 10 Mil anos atrás.

Por que diz isso Arnaldo?

Porque eu já vi muitas coisas e vou te contar umas.

Quais?

Os seres viventes pensam que a primeira profissão do mundo é uma a das mulheres teoricamente de vida fácil, mas não é não Matilde. A primeira é outra qualquer pode ser até a de político, porque para essas mulheres receberem alguém tem que ter trabalhado antes, só não sei se são os políticos o povo sofrido que deles saem os impostos para este ser denominado político dar as essas damas da noite.

Porque diz isso Arnaldo??

Porque hoje fui à feira e vi teóricas ilibadas, ícones e pilares dessa arte andando com seus patronos políticos e sabe Matilde todos veem que elas estão prestando 3 serviços (acompanhantes vulgo assessoras, acompanhantes de alcova e acompanhante dama de companhia para as titulares), mas como falei no início elas são ilibadas, ícones porque vendem uma imagem a galera que estão ali por amor à arte da política, a arte de fazer e ajudar ao povo, mas na verdade todos sabemos, que até o mais franciscano dos políticos “Uru-Weu-au-au” tem dessas moças em sua folha de portariadas, mas isso não é exclusividade dele não porque há políticos de direita conservadora, evangélicos, batedores de tambor, de esquerda mas que não socializam os serviços de suas companheiras da CUT (Central Única das Tilangas).... então Matilde essa pratica é de todos espectros de ideologia, gênero e opção sexual também, porque esses últimos não ficaram fora da contaminação também.

Matilde como nasci a tempos e tempos atrás e já vivi muitas coisas..... sabe que descobri uma semelhança histórica.

Qual Arnaldo.

O Faraó Akhenaton construiu Aquetaton para acabar com o politeísmo e daí tentar purificar seu povo do mal que o acometia, essa cidade serviu de inspiração para não dizer que o comunista Oscar Niemeyer plagiou mesmo o projeto arquitetônico construindo nossa querida Brasília mas  nesses 3360 anos que se passaram de uma construção para outra muita coisa se perdeu e o povo ao invés de ser purificado fez é ser contaminado em toda a sua entranha social.

Mas Matilde como tudo pode ficar pior, isso logico que aconteceu.

 

 

Fonte: AOR OLIVEIRA
O QUE DA NOTICIA (AOR OLIVEIRA)