Parentes de Dom e Bruno cedem material genético para comparação de DNA

11 de junho de 2022 135

Parentes do jornalista Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira, desaparecidos há uma semana no Vale do Javari, no Amazonas, cederam material genético para servir de referência para o exame de DNA do sangue encontrado pela Polícia Federal na lancha do pescador Amarildo da Costa de Oliveira, de 41 anos, conhecido como Pelado.

Familiares do jornalista britânico submeteram-se à coleta em Salvador (BA), e os parentes de Bruno, em Recife (PE).

Suspeito de ser o responsável pelo desaparecimento da dupla, o pescador teve a prisão temporária decretada na última quinta-feira (9), por suspeita de envolvimento no caso.

Dom e Bruno estão desaparecidos desde o domingo (5/6). Eles trabalhavam na produção de um livro e de uma reportagem no Vale do Javari.

Na noite de sexta, a PF informou que material humano e sangue foram encontrados na lancha e encaminhados para análise pericial pelo Instituto Nacional de Criminalística da corporação.

As buscas pelo Vale do Javari prosseguem pelo rio e com helicópteros.

Fonte: METRÓPOLES/LUCIANA LIMA