Pastor acusado de provocar morte de moradores de rua por choque elétrico é indiciado por duplo homicídio

18 de novembro de 2021 26

Um comerciante apelidado de “Pastor do Cão” foi indiciado criminalmente por duplo homicídio e, se for condenado pela Justiça, pode pegar até 60 anos de prisão.

O acusado é dono de uma padaria no bairro da Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus, onde dois moradores de rua morreram eletrocutados na madrugada da última quarta-feira.

A porta metálica da padaria havia sido energizada pelo evangélico e, quando os moradores de rua passavam bêbados pela frente do estabelecimento, receberam a forte descarga elétrica.

Um dos moradores de rua foi se apoiar na porta alimentada por carga de energia elétrica e quando recebeu o violento choque começou a gritar pedindo socorro.

Quando o outro homem foi ajudá-lo os dois acabaram morrendo eletrocutados, de acordo com as investigações realizadas pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros.

No depoimento do “Pastor do Cão”, ele confirmou que instalou fios de energia elétrica na porta metálica de sua padaria como forma de prevenção e segurança contra arrombamento e furto.

O que o dono da padaria não previa era que seu ato não representava perigo somente para bandidos, mas para toda e qualquer pessoa que tocasse na porta metálica.

Os moradores de rua tiveram mortes quase que instantâneas e agora o proprietário da padaria indiciado vai responder na Justiça estadual por duplo homicídio culposo.

O “Pastor do Cão” foi indiciado na DEHS e pode ter sua prisão preventiva decretada a qualquer momento pela Justiça do Amazonas.

Os dois homens eram alcoólatras, viviam perambulando pelas ruas do bairro e não era a primeira vez que chegavam bêbados para dormir na frente da padaria onde morreram eletrocutados.

Fonte: Por Portal do Zacarias