Pouca movimentação na disputa pelo Governo de Rondônia; questão do TCE ainda é ferida aberta; e perigo na Estrada da Penal

28 de abril de 2022 38

CORRUPÇÃO DESENFREADA: A PONTA DO TAPETE DA PODRIDÃO NA PANDEMIA COMEÇA A SER LEVANTADA

Não foi por falta de aviso! Há meses, este modesto espaço comentou que, quando se começasse a levantar as pontas do tapete da corrupção, em relação a todo o dinheiro que rolou, nos tempos mais duros da Covid 19, a podridão seria tão violenta que o fedor se tornaria insuportável. Os primeiros sintomas surgiram no auge da pandemia, quando as primeiras investigações feitas pelos tribunais de contas e pela Polícia Federal, obviamente tudo autorizado pelo Judiciário, começaram a apontar uma série imensa de falcatruas, que levou milhões de reais não para socorrer os doentes, os internados em leitos hospitalares e nas UTIs, mas sim para engrossar bolsos acostumados à corrupção.

Ela, aliás, geralmente impune, até porque quando os ladrões são pegos e condenados, eventualmente recebem indultos e benefícios legais, como aconteceu com membros da quadrilha que assaltou os cofres públicos do Brasil, em anos recentes. Mas, a questão essencial é mesmo o que ocorreu na pandemia. País afora, foram comprados respiradores, milhares deles superfaturados, outros tantos jamais entregues; foram erguidos hospitais provisórios a preços aviltados (neste quesito, elogie-se o governo de Rondônia, que comprou um hospital pronto e que continuará atendendo anos a fio e que não se encantou com o canto fácil dos hospitais de campanha, que fizeram a fortuna de muita gente) e se cometeu tantos crimes que, muitos deles, só serão de conhecimento público daqui a alguns anos.

Há um caso claro, sintomático, que, nesta semana, mereceu mais uma grande ação da PF, a nossa polícia pega-ladrão. Foi pela compra de 300 respiradores, cada um com um “precinho módico” de 160 mil reais, totalizando mais de 45 milhões de reais pagos antecipadamente.

Além do superfaturamento absurdo, porque na época se comprava respiradores (e eles tiveram um salto no preço final de até 80 mil reais), nas compras superfaturadas, contudo, chegaram a um custo inacreditável de próximo a 215 mil reais. No caso da compra dos respiradores pelo famigerado Consórcio Nordeste, o custo de um equipamento por mais de 160 mil reais cada, houve ainda dois “probleminhas” a mais. Um: o pagamento da fortuna de quase 48 milhões de reais, foi adiantado, numa compra feita sem licitação, para atender o consórcio que representa nove estados. Outro: jamais foi entregue um só destes respiradores, que poderiam, nos hospitais, caso existissem, terem salvo centenas de vidas. Durante as investigações, a posição oficial dos responsáveis pelo Consórcio é de que eles foram vítimas de uma fraude, por parte da empresa vendedora. Ora, compraram superfaturado, pagaram adiantado e ainda se dizem vítimas de uma ação fraudulenta? Certamente as investigações da PF e dos tribunais de contas, que estão agindo juntos contra essa vergonha toda, esclarecerão os fatos. E demonstrarão, lá na frente, que quem foi vítima de engodo e fraude foi a sociedade, que elegeu esse tipo de gente, para comandar os estados nordestinos. 

DISPUTA AO GOVERNO: POUCA MOVIMENTAÇÃO E A FERIDA AINDA ABERTA NA ESCOLHA DO CONSELHEIRO DO TCE

A semana não teve grandes novidades na política. Os nomes já postados para a disputa ao Governo (Marcos Rocha, Marcos Rogério, Léo Moraes, Daniel Pereira, Anselmo de Jesus e Vinicius Miguel, entre os com chances reais, que se apresentaram até agora) pouco mudaram suas rotinas. Todos estão, claro, conversando com aliados, com possíveis aliados e se preparando para a disputa, certamente acirrada, que se aproxima cada vez mais. A exceção fica por conta dos lados palacianos, onde um tema ainda indefinido e que tem a ver com parcerias e alianças, é, ainda, complexo: a questão da escolha do novo conselheiro do Tribunal de Contas, evento que causou problemas no relacionamento entre o Governo e a Assembleia Legislativa. O diálogo ainda está sendo tentado, mas, ao menos até a noite da quarta-feira, não havia alguma mudança, de parte a parte, que possa significar uma definição. No Palácio Rio Madeira/CPA, o assunto está em banho Maria e não se fala dele da porta para fora. Pelos lados da Assembleia, a maioria dos parlamentares continua convicta: não votará nome vindo do Governo, a não ser depois de longas conversas e um acordo que atenda os interesses dos dois lados. O caso da indicação do novo conselheiro do TCE, portanto, ainda é ferida aberta. Os candidatos de oposição, enquanto isso, assistem ao inesperado confronto de camarote, torcendo, obviamente, que os resquícios da cisão, acabem chegando à reta final da campanha. Enquanto isso, os bombeiros palacianos e do Parlamento, batalham para manter o bom relacionamento registrado até há pouco. Afora isso, o front político, nos últimos dias, teve pouca ação.

NOSSA MAIOR FEIRA VAI HOMENAGEAR AS MULHERES DO AGRO, NA EDIÇÃO DE MAIO PRÓXIMO, EM JI-PARANÁ

O maior evento do agronegócio rondoniense, com conotação internacional (representações de pelo menos oito países estarão presentes), a edição deste ano da Rondônia Rural Show terá como tema principal “As Mulheres do Agro”! Considerada a maior feira do agronegócio da região Norte, esta edição do evento terá o intuito de valorizar as mulheres que ajudam a desenvolver a produção agropecuária, demonstrando sua força nesta área, que é vital para a economia do Estado e de todo o Brasil. A feira será realizada no Centro Tecnológico Valdeci Rack, em Ji-Paraná, entre os dias 23 e 28 de maio próximo. A expectativa para esta edição, é de reunir cerca de 600 expositores entre comerciantes, vitrine tecnológica, pavilhão de agroindústria, artesanato e espaço empresarial industrial. A estrutura da feira conta com mais de 500 espaços, que atendem instituições públicas e empresas privadas, prestadores de serviços, empresas comerciais, instituições de crédito e cooperativas, e, ainda, um espaço voltado para indústrias. Na nona edição da feira de negócios, que não foi realizada em 2020 e 2021 por causa da pandemia, estão previstas as participações das Embaixadas do Chile, Peru, Bolívia, Estados Unidos, Espanha, Filipinas, Indonésia e Malásia. A estimativa é de receber mais de 200 mil visitantes e a meta é movimentar até 1 bilhão de reais em negócios formalizados.

CONDENADO, CASSADO, INDULTADO, SILVEIRA ASSUME DUAS COMISSÕES DAS MAIS IMPORTANTES NA CÂMARA FEDERAL

Será que a Câmara Federal decidiu dar o troco na até incompreensível decisão do STF em condenar, como se um dos maiores bandidos do país fosse, o deputado Daniel Silveira, apenas por seus ataques verbais aos poderosos ministros? Pode até não ser, mas que parece, parece! Silveira foi eleito para duas importantes comissões no parlamento federal, além de participar de outras três. A primeira delas é a poderosa Comissão de Constituição e Justiça, onde ele foi confirmado como um dos membros. Essa é a comissão mais importante da Casa. As matérias precisam passar por ela, para terem a sua constitucionalidade avaliada. A CCJ também tem autonomia para aprovar projetos em caráter terminativo, sem a necessidade de passarem pelo plenário. Mas não foi só isso. Ele foi escolhido como vice-presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado. O presidente é o deputado maranhense Aluísio Mendes, de outro partido aliado ao governo, o PSC. Daniel Silveira ainda mantém seu mandato, mas ele foi cassado no contexto da sentença do Supremo. O presidente Bolsonaro usou um direito constitucional e lhe concedeu uma graça (apelido para indulto), mas o caso ainda vai longe. O que ficou transparente, na escolha do parlamentar para duas importantes comissões da Casa é que, ao menos por enquanto, seus colegas não vão aceitar retirar seu mandato numa eventual votação, já que muitos, incluindo-se aí representantes de Rondônia, consideram um exagerado absurdo, a pena que lhe foi imposta.

ARRAIAL SAI ESTE ANO, MAS AINDA DEPENDE DE PATROCÍNIO, SEGUNDO EX-SECRETÁRIO DA SEJUCEL

O mais importante evento rondoniense da área cultural, o Arraial Flor do Maracujá, depende apenas da confirmação de patrocínio para ser realizado novamente neste ano, depois da interrupção de 2020 e 2021. Caso surjam patrocinadores, já que o Governo alega que não têm como bancar, legalmente, todos os custos do evento, a 39ª edição deve ser realizada entre meados de julho ou agosto deste ano, segundo o que começou a ser debatido entre a Federação das Quadrilhas e Boi-Bumbás e o governo do Estado, através da Sejucel, a secretaria responsável pela grande festa. O local, contudo, já está definido. Será, novamente, no Parque dos Tanques, onde a festa já acontecia há algum tempo. Serão pelo menos 40 grupos de quadrilhas e bois, tanto adultos quanto infantis, definidos para participarem da 39ª edição do Arraial, interrompida por dois anos pela terrível pandemia de Coronavírus que enfrentamos. O ex-secretário da Sejucel, Jobson Bandeira, comentou com este Blog que há um grande interesse pela realização do evento, mas ainda há pendências que devem ser acertadas, antes do anúncio oficial do Arraial deste ano. A questão do patrocínio é a principal dificuldade, até agora. Já o presidente da Associação que reúne os grupos folclóricos, Fernando Rocha, garante que está tudo certo para o evento. Agora é torcer e aguardar que os impasses sejam transpostos.

NÃO É HISTÓRIA DE PESCADOR: PIRARUCU DE 130 QUILOS FOI FISGADO NO RIO MADEIRA

Virou notícia nacional! E não é história de pescador! Um pirarucu de cerca de 130 quilos e mais de dois metros, foi fisgado por dois praticantes de pesca esportiva, no rio Madeira. A dupla, que lutou para tirar o enorme animal da água, fotografá-lo e depois devolver ao Madeira, conseguiu uma proeza rara. Não foi o maior pirarucu pescado na Amazônia, mas está entre os grandes. O maior foi pescado por ribeirinhos na ilha de Mameloca, no município de Japurá, distante 787 quilômetros de Manaus, em junho do ano passado. Pesou 240 quilos e tinha quase 3 metros. Ele foi mantido num frigorífico, estudado por especialistas e depois encaminhado para um museu da vida aquática da região, em Manaus. Não é fácil capturar um peixe deste tamanho e com tamanha força. O maior perigo ao lidar com um pirarucu vivo. Uma pancada da cauda dele pode desacordar facilmente uma pessoa, assim como a movimentação de sua cabeça, profundamente ossificada e rígida e que pode machucar seriamente a quem atingir.  Anderson Guedes e Wladis Kucharski, os dois pescadores que capturaram um dos maiores peixes desta espécie já fisgado no rio Madeira, afirmaram terem tido todos os cuidados no manuseio do animal, até soltá-lo novamente.

DENÚNCIA: CAMINHÕES ANDAM A 100 POR HORA NA PERIGOSA CURVA DA ESTRADA DA PENAL

A denúncia foi feita por Filipe Jeferson, um ouvinte diário do programa Papo de Redação, dos Dinossauros (Rádio Parecis FM, segunda a sexta, do meio-dia às 14 horas): caminhões carregados de soja estão andando em alta velocidade, na Estrada da Penal. Segundo o que foi comentado, não é raro se registrar aqueles gigantes do trânsito passando a até 100 quilômetros por hora, no trecho asfaltado de dois quilômetros. Os caminhões que trafegam naquela região da Capital, vão e vêm dos portos Hermasa, Maggi e Porto Chuelo. Durante muito tempo, moradores dali protestaram (chegaram a fechar a Estrada várias vezes), contra a poeira ou o barro , exigindo que o trecho fosse asfaltado. Foram feitos pouco mais de dois quilômetros de asfalto e agora o problema é outro: a alta velocidade imprimida aos caminhões, que coloca em risco, a vida dos moradores ao longo da Estrada e suas imediações. O local mais perigoso é na altura do Centro de Tradições Gaúchas (CTG), onde há uma subida para quem vai, descida para quem vem, numa curva muito fechada. Pois é exatamente ali, neste ponto nevrálgico e carregado de perigos, que alguns caminhoneiros exageram na dose. Já se registraram muitos casos de carros que tiveram que sair da estrada, para escapar de serem destruídos pelos caminhões. Moradores das proximidades pedem pelo menos a implantação de um quebra-molas antes da curva, antes que aconteça alguma tragédia.

JUIZ DALMO BEZERRA RECEBE TÍTULO DE CIDADÃO DE PORTO VELHO, POR INICIATIVA DO PRESIDENTE DA CÂMARA, EDWILSON NEGREIROS

Um magistrado dentre os mais respeitados, que desde 1997 atua na Justiça rondoniense, recebeu uma homenagem especial, nesta semana, da Câmara de Vereadores de Porto Velho. Por iniciativa do presidente da Casa, o deputado Edwilson Negreiros, o juiz Dalmo Antônio Bezerra, foi agraciado com o título de Cidadão de Porto Velho, uma honraria destinada a destacar personalidades que constroem a vida desta nossa terra. O homenageado, que atua na 5ª Vara Cível da Capital, recebeu o título em sessão especial, na semana passada. Graduado em Direito pela Universidade de Anápolis, pós graduado em Direito Tributário pela Universidade Cândido Mendes e em Administração do Poder Judiciário, pela Fundação Getúlio Vargas, o dr. Dalmo é, também, pela mesma Fundação, mestre em Direito. Várias personalidades da comunidade porto velhense, já receberam a honraria, pois a Câmara Municipal tem sido justa em destacar gente de qualidade, cuja vida está intrinsecamente ligada ao crescimento, a expansão e ao progresso da comunidade. O presidente Negreiros, aliás, junto com seus pares, tem sabido reconhecer tais personagens e prestar-lhes, em nome da coletividade, as merecidas homenagens.

PERGUNTINHA

Você já está pensando em quem vai votar para o Governo, Senado, Câmara Federal e Assembleia Legislativa na eleição deste ano ou este assunto ainda não passa pela sua cabeça?

Fonte: SÉRGIO PIRES
OPINIÃO DE PRIMEIRA (SERGIO PIRES)

Colaborador do www.quenoticias.com.br: Sérgio Pires, experiente jornalista e que escreve a coluna OPINIÃO DE PRIMEIRA no jornal Estadão do Norte. Atua também na TV Candelária, onde apresenta aos sábados o programa Candelária em Debate e diariamente o "PAPO DE REDAÇÃO" na rádio Parecis FM. Contato através e-mail: ibanezpvh@yahoo.com.br / celular: 81 24 24 24