Responsável pelos ataques de Paris em 2015 foi transferido da Bélgica para França

7 de fevereiro de 2024 45

O francês Salah Abdeslam, condenado à prisão perpétua pela sua participação nos ataques jihadistas em Paris em 2015, foi retirado nesta quarta-feira (7) da sua cela na Bélgica e transferido para França, informou a sua advogada Delphine Paci à AFP.

“É uma violação flagrante do Estado de Direito”, afirmou a advogada.

Abdeslam, de 34 anos, foi o único sobrevivente da célula que matou cerca de 130 pessoas em Paris, em novembro de 2015, a maioria delas na sala de concertos Bataclan, em ataques que foram reivindicados pelo grupo jihadista Estado Islâmico.

Após estes ataques, Abdeslam refugiou-se na Bélgica, e juntamente com a mesma célula participou nos ataques de Bruxelas em 2016, que deixaram cerca de 30 mortos.

Ele foi preso em 2016 e desde então passou a maior parte de sua detenção na França, onde foi condenado à prisão perpétua. Em 2023 também foi condenado por “assassinato em contexto terrorista” pelos ataques na Bélgica.

De nacionalidade francesa, Abdeslam já manifestou o desejo de cumprir a pena em território belga, onde cresceu e onde reside a sua família.

Em 2023, o Tribunal de Apelações de Bruxelas “suspendeu temporariamente” a transferência de Abdeslam para França.

Na opinião de Paci, “havia claramente um entendimento entre a Bélgica e a França para violar uma decisão judicial”.

alm/ahg/acc/aa

Fonte: AFP