Samuel oficialmente Distrito de Candeias do Jamari, mulheres buscam espaço na Câmara Federal, ex-prefeita de Vilhena pré-candidata a deputada federal

24 de junho de 2022 60

Distrito – Na edição do “Diário Oficial” dos municípios de 16 de junho de 2022, foi publicada a Lei nº 1.356/061922, de Candeias do Jamari, criando o Distrito de Samuel, uma luta de anos de lideranças da antiga vila. Para que a criação do Distrito fosse viabilizada, a Comissão Pro-Distrito de Samuel, tendo na presidência João Sem Medo com apoio da Câmara de Vereadores trabalhou intensamente, para que o processo fosse viabilizado legalmente e, após anos de muita luta e dedicação, a criação do Distrito de Samuel foi aprovada na câmara pelos vereadores, e o projeto sancionado pelo prefeito Valteir Queiroz (Patriota), transformado em Lei.  

Parceiras – Os deputados estaduais Jean Mendonça (PL-Pimenta Bueno) e Cirone Deiró (União Brasil-Cacoal) têm nas chefias de gabinetes duas mulheres, Mary Braganhol e Irma Fogaça, respectivamente. Além da organização política, econômica e social dos gabinetes, Mary e Irma estarão na disputa eleitoral de outubro deste ano, ambas como postulantes a vagas na Câmara Federal. Mary já passou pela Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) e no mesmo cargo na Prefeitura de Ariquemes. Já Irma é suplente de deputada estadual e ocupou a chefia de gabinete na Assembleia Legislativa (Ale), nos 4 anos da administração do ex-presidente Maurão de Carvalho, hoje filiado ao PTB. Ótimo que as mulheres participem com mais intensidade na política.  

Convenções – Com pouco mais de um mês para a realização das convenções partidárias, que definirão os candidatos às eleições de outubro próximo, já é possível notar mobilização mais acelerada das lideranças partidárias no Estado. Os deputados estaduais, quase todos pré-candidatos à reeleição, estão acelerando as discussões e votações nas comissões, e nas sessões plenárias, para poder passar a maior parte do tempo mantendo contatos com pessoas influentes, na capital e interior visando a escolha dos nomes, que estarão concorrendo nas eleições deste ano, que elegerão presidente da República, governadores, uma das três vagas ao Senado de cada Estado e Distrito Federal, além da Câmara Federal e Assembleias Legislativas (Ale).  

Federal – Desde a cassação do deputado federal Natan Donadon, que a região do Cone Sul, uma das mais importantes econômica, social e politicamente do Estado ficou sem representante na Câmara Federal. Este ano a Família Donadon, que tem a deputada estadual Rosângela Donadon (União Brasil), na Ale-RO, pré-candidata à reeleição poderá ter novamente um representante da família no Congresso Nacional. A ex-prefeita de Vilhena, Rosani Donadon, filiada ao PSD, presidido no Estado pelo deputado federal e pré-candidato à reeleição, Expedito Netto é um dos nomes do partido para a Câmara Federal. Como a Família Donadon é tradicional e muito forte politicamente no Cone Sul, o PSD tem muitas chances de emplacar mais de um deputado federal nas eleições deste ano.  

Federal II – Ainda se tratando de PSD, que, além de Expedito Netto, tem o seu pai, ex-senador Expedito Júnior colaborando na constituição de forte nominata à Câmara Federal e Assembleia Legislativa. Júnior não se manifestou publicamente como pré-candidato ao Senado, mas o caminho futuro é esse, deve estar aguardando o momento certo para se manifestar. Outro nome expressivo do PSD é o da primeira dama de Cacoal, Joliane Simões, que busca espaço na política e tem apoio do marido, Adailton Fúria (PSD), jovem, mas experiente político. O PSD também tem Ada Dantas, ex-vereadora de Porto Velho e política bem identificada com os eleitores da capital. Ada é esposa do ex-deputado estadual Jesuíno Boabaid, também do PSD, que busca o retorno ao parlamento estadual, como pré-candidato. O PSD está organizado e determinado para a disputa eleitoral deste ano e certamente ganhará mais espaço, após as eleições gerais. Quem viver verá... 

Respigo  

Os usuários de veículos, através de aplicativos reclamam da falta de organização da Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran) de Porto Velho. Alegam que, a exemplo dos taxistas, os veículos de aplicativos deveriam ter locais de paradas (não confundir com estacionamento) nas zonas Leste e Sul, além da área central, para que os motoristas possam embarcar e desembarcar passageiros com o mínimo de segurança +++ O pessoal da Semtran tem que entender, que os veículos de aplicativos são realidade e muito utilizados pela população devido a facilidade e custo menor que o táxi. Os aplicativos rodoviários não são uma aposta, mas já estão integrados ao mundo da era digital +++ Mais uma crítica para a equipe da Semtran da capital. Os abusos cometidos pelos motoqueiros de entregas de encomendas continuam sem que sejam punidos +++ Por isso são frequentadores assíduos do Pronto Socorro João Paulo II, que tem dificuldades para atender a demanda de acidentados. Sem fiscalização, orientação e punição, se for o caso, os abusos continuarão e os acidentes também.

Fonte: WALDIR COSTA
RD POLITICA ( WC E REDAçãO)