Sem Hildon PSDB tem difícil missão nas eleições em Rondônia, fim das coligações dificultam composições, Pedra Fundamental do Heuro e obras do Cemetron abandonadas

22 de março de 2022 138

 Apostas – Após a decisão do prefeito-licenciado de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), reeleito em novembro último em não disputar as eleições gerais deste ano a discussão é sobre qual o futuro dos tucanos. Hildon já declarou que deverá fechar questão com o governador Marcos Rocha, presidente regional do União Brasil, que é pré-candidato à reeleição. A expectativa junto ao ninho tucano era que Hildon disputaria a sucessão estadual e Maurício, vice-prefeito, –hoje prefeito em exercício com a licença de Hildon até o final deste mês de março–  assumisse de forma definitiva a prefeitura da capital. Deu zebra e agora a presidente do diretório regional, Mariana Carvalho tem difícil missão pela frente.  

Tucanos – Sem Hildon para disputar o governo do Estado, Mariana perde um pouco do espaço para concorrer ao Senado, que é o seu objetivo nas eleições de outubro próximo. O candidato a senador depende muito da do postulante ao cargo majoritário e o PSDB, não deverá ter um nome para concorrer a governador. Expedito Júnior, que durante anos comandou o partido bateu asas para o PSD, do seu filho, deputado federal Expedito Netto e se prepara para concorrer ao Senado. Caso Mariana decida disputar a única das três vagas de senador, que estará disponível, as possibilidades de Maurício buscar uma das oito cadeiras à Câmara Federal são enormes.  

Coligações – O problema maior dos dirigentes partidários com o fim das coligações é conseguir candidatos para concorrer aos cargos eletivos. Uma candidatura a federal, por exemplo, tem expectativa de o partido ter que somar de 80 mil a 100 mil votos para conseguir eleger um deputado. A sigla pode até compor em federações, como está liberado pela Justiça Eleitoral, mas os votos são individuais, e a parceria firmada em nível nacional tem que ser respeitada pelos diretórios regionais, além de o prazo de fidelidade de no mínimo 4 anos. Além do quociente eleitoral, o partido tem que atingir a cláusula de barreira e ter no mínimo 30% de filiação de mulheres, dentre outras exigências. Até as convenções (20 de julho a 5 de agosto), quando serão definidos os candidatos aos diversos cargos, os dirigentes partidários terão muito trabalho...  

Troca-troca – O prazo para que os deputados federais e estaduais possam trocar de partido sem a possibilidade de perder o mandado, por infidelidade, a chamada janela de migração partidária, que teve início no último dia 3 será encerrado no próximo dia 1º. Apesar de o período estar expirando (faltam 10 dias), a mobilização em Rondônia, por enquanto, não é das maiores. O deputado estadual Anderson Pereira deixou o Pros e se filiou ao PRB, presidido no Estado pelo presidente da Assembleia Legislativa (Ale), Alex Redano, de Ariquemes. Luizinho Goebel, líder do governo na Ale-RO deixou o PV para assumir o PSC. A expectativa é que até 1º de abril ocorram mais mudanças.  

Heuro – O governo do Estado fez um barulho danado no lançamento da Pedra Fundamental do Heuro, futuro hospital de urgência e emergência de Rondônia, na última semana, inclusive com concorrida coletiva à imprensa. Interessante é que um leitor questionou, com razão, sobre a situação do novo Cemetron (Centro de Medicinas Tropicais), obra às imediações do Heuro, que está abandonada há meses. Que a nova investida no Heuro, pelo governo do Estado, há 9 meses do final do mandato, não seja de “sepultamento” de a Pedra Fundamental.  A previsão é iniciar a obras no próximo mês maio com prazo de 30 meses para conclusão.  

Respigo  

O maior problema do Pronto Socorro João Paulo II, da capital, não é somente a falta de uma melhor estrutura para atender melhor a demanda de pacientes que é enorme e sempre crescente. Poucos sabem, mas Porto Velho é a única capital do País, que não tem um Pronto Socorro Municipal +++ A situação não é mais crítica, porque hoje, já funcionam com regularidade os hospitais regionais de Ji-Paraná, Cacoal e Vilhena. O JP II, além de atender a demanda da capital, que é enorme devido aos inúmeros acidentes com motocicletas, muitos pacientes do interior em condições mais graves, são encaminhados para o João Paulo provocando superlotação da unidade de saúde +++ Quarta-feira (23) ocorrerá o lançamento da campanha “Conselheiro Cidadão”, às 15h, no auditório da sede da OAB-RO em Porto Velho. A iniciativa visa conscientizar a sociedade sobre o seu poder e dever de participar do processo de escolha do novo representante do Tribunal de Contas do Estado Rondônia (TCE-RO) +++ Servidores da Assembleia Legislativa (Ale-RO) receberam hoje (22) os salários referentes ao mês de março. Méritos para o diretor Financeiro da Ale-RO, ex-deputado estadual Cleiton Roque e ao presidente da Casa do Povo, deputado Alex Redano (Republicanos) pela eficiência no compromisso com servidores e fornecedores.  

Fonte: WALDIR COSTA
RD POLITICA ( WC E REDAçãO)