Vereador grileiro do Cone Sul está ficando milionário com a aquisição de terras públicas

8 de julho de 2024 36

E por falar em espertinho, em Itapuã aquele prefeito que recebe pecúnia teria aprontado mais uma

Grileiro

Uma fonte do Entrelinhas informou que um vereador com domicílio político nas redondezas dos assentamentos rurais do Incra na área da antiga Fazenda Santa Elina, em Corumbiara-RO, onde ocorreu o Massacre de Santa Elina, em 1995, está ficando milionário com aquisição de terras públicas. Em vez de ajudar pequenos produtores assentados a melhorarem de vida, ele usa a força política e financeira do mandato para comprar parcelas de terras de colonos, desesperados pela falta de infraestrutura onde moram. Faltam estradas, escolas e postos de saúde.

Lotes

O vereador já teria comprado vários lotes, formado pastagem, e hoje tem uma renda considerável somente em aluguel de pasto. A legislação federal não permite a comercialização de glebas destinadas a trabalhadores rurais, e menos ainda a aquisição de vários lotes, constituindo fazendas dentro de um assentamento destinado à reforma agrária. Os ilícitos praticados pelo vereador são de natureza federal, por tratar-se de área do Incra, uma autarquia da União.

Polícia Federal

Além das perdas das áreas adquiridas mediante fraude, a autoridade política responderá por crime, podendo encerrar de forma precoce sua carreira política. Já se sabe que o dito vereador já está pensando em sequer ser candidato à reeleição, devido a muita dificuldade no processo eleitoral e também ao medo de abrir as portas de casa para receber seus eleitores e dar de cara com a PF.

Vilhena

Por Falar em Cone Sul, o advogado Caetano Neto fez um alerta. O prefeito de Vilhena, Flori Cordeiro (Podemos), deu uma de moralista e disse que não haveria aumento de salários no Executivo em 2025. Assim, o prefeito dava uma paulada na Câmara de Vereadores, onde terá aumento no próximo ano. Acontece que Flori não recebe salário de prefeito, e sim de delegado. E um delegado ganha muito mais do que um prefeito. Assim é fácil dizer que não terá aumento no Executivo.

A remuneração como prefeito não aparece, pois Flori recebe o salário da PF

Espertinho?

Vamos ao alerta de Caetano Neto. O advogado disse ser preciso verificar se a prefeitura de Vilhena está restituindo à Polícia Federal o dinheiro pago de salário ao delegado. Convenhamos: é difícil que a direção da PF tenha concordado em não pedir restituição, já que ele está sendo prefeito porque quer, e está afastado das funções de delegado. Se Caetano Neto estiver certo, o povo merece ficar sabendo da jogada. Teria delegado espertinho em Vilhena? Teria Flori optado pelo salário de delegado, que é maior, e a prefeitura teria que restituir a PF? E com tudo isso ele ainda estaria dando uma de moralista, dizendo que não terá aumento no Executivo?Itapuã

E por falar em espertinho, em Itapuã do Oeste apareceu mais uma do prefeito Moisés Garcia Cavalheiro. Lembram dele? É aquele prefeito que recebe pecúnia, uma invenção da prefeitura em conluio com a Câmara de Vereadores. Dizem que aprovaram uma lei municipal, dando esse direito ao prefeito e também ao vice-prefeito de Itapuã. Aparentemente não é apenas imoral. Parece mais uma tarefa para o Ministério Público. O prefeito Cavalheiro não está sendo nada cavalheiro.

Marmitas

Agora veio à tona que o prefeito Moisés Cavalheiro comprou um bocado de marmitex, e que a compra totalizou R$ 386 mil. Mais de R$ 32 mil por mês, mais de R$ 1 mil por dia. É bom lembrar que a prefeitura não tem muitos funcionários. É marmitex pra dar com pau. Para complicar, dizem que o pré-candidato a prefeito e ex-secretário Municipal de Administração ajudou a aprovar as licitações. Para completar, as marmitas serão entregues por um pré-candidato a vereador e amigo do prefeito. Pode isso, Arnaldo?

Fonte: SALINANILT