Clima quente: coletiva do UFC 217 tem provocações e encarada tensa de Bisping e GSP

14 de outubro de 2017 625

Se a luta entre Michael Bisping e Georges St-Pierre tiver a mesma temperatura da coletiva de imprensa do UFC 217, o fã de lutas verá um dos melhores combates dos últimos tempos no dia 4 de novembro, no Madison Square Garden, em Nova York. Em um palco no Hall da Fama do Hóquei, em Toronto, Bisping fez diversas provocações a GSP e, na casa do canadense, colocou o dedo em riste no rosto do ex-campeão meio-médio na encarada, que teve que ser contida por Dana White, presidente da organização.

Com o nariz encostado no rosto de Georges St-Pierre, Bisping repetiu várias vezes que iria aposentar novamente o canadense, que volta ao UFC após quase quatro anos sem lutar. Quando encostou a mão no seu adversário, Bisping recebeu um empurrão de GSP.

 
St-Pierre empurra Bisping em encarada do UFC 217 (Foto: Getty Images)St-Pierre empurra Bisping em encarada do UFC 217 (Foto: Getty Images)

St-Pierre empurra Bisping em encarada do UFC 217 (Foto: Getty Images)

Durante a coletiva, o campeão peso-médio mostrou mais uma vez não ter papas na língua. Questionado sobre quais áreas estava se aperfeiçoando para enfrentar St-Pierre, o inglês fez piada de seu estilo conservador nas lutas.

- Eu tentei assistir as lutas dele para estudar, mas acabei dormindo. as lutas são muito chatas. agarra, agarra, joga no chão, é só isso - provocou Bisping.

Sempre calmo e contido, GSP respondia a maioria das alfinetadas de Bisping saindo pela tangente, até que começou a atacar o dono do cinturão.

- Ele diz que sou um aposentado, mas eu que vou aposentá-lo. Ele fala melhor que eu, o idioma dele é o inglês, como os americanos do UFC, e eu sou um canadense da parte francesa. No octógono, que é onde importa, vou mostrar que luto melhor. É lá que eu tenho que ser melhor que ele, e com certeza vou vencê-lo.

 
Dana White segura Bisping e contém ânimos após encarada tensa (Foto: Getty Images)Dana White segura Bisping e contém ânimos após encarada tensa (Foto: Getty Images)

Dana White segura Bisping e contém ânimos após encarada tensa (Foto: Getty Images)

Quando o clima estava quente nas declarações, St-Pierre foi questionado sobre o que pensa de seu oponente na luta de 4 de novembro. E se os jornalistas presentes esperavam mais provocações, o canadense fez elogios.

- Não vou lutar com ele à toa. Como lutador eu o respeito muito, ele ganhou de muita gente boa. Tem uma carreira vitoriosa, é o dono do cinturão de uma categoria com muitos lutadores incríveis. E é por isso quero lutar com ele. Eu acredito que neste momento ele é o lutador mais forte que existe. Ele é muito bom, será um grande adversário e é contra quem eu apostarei meu legado. Mesmo assim tenho certeza que posso vencê-lo.