Exclusivo: Filiação de prefeitos fortalece construção de palanque leal a Lula no Ceará, diz José Airton

14 de janeiro de 2022 93

ato de filiação que levou 12 prefeitos do Ceará ao Partido dos Trabalhadores deve pesar na composição da chapa que o PT irá integrar para o governo estadual nas eleições de outubro. A legenda agora comanda 29 das 184 prefeituras do Ceará e se tornou o segundo partido a controlar mais municípios cearenses.

O deputado federal José Airton (PT-CE) foi um dos presentes no encontro e disse à Fórum que a vinda dos prefeitos fortalece o protagonismo do PT no estado e impacta na formação do palanque estadual. Airton, que já concorreu ao governo estadual em duas oportunidades, defende candidatura própria e colocou seu nome à disposição do PT.

 

“Considero que foi um dia decisivo para o PT no momento em que estamos vivendo essa conjuntura difícil em que o Brasil está passando. Precisamos fortalecer a luta do nosso povo em defesa da democracia e de um país mais justo e solidário”, declarou o deputado à Fórum.

“A vinda desses prefeitos para o Partido dos Trabalhadores é importante porque fortalece essa luta política, e consequentemente, o protagonismo do PT no Ceará. Continuamos dialogando, reunindo as forças políticas para que possamos construir um palanque leal e forte para o presidente Lula em nosso Estado”, completou José Airton.

O ex-presidente Lula defende candidatura própria no estado, enquanto parte da legenda acredita na manutenção de uma coligação com o PDT – que deve lançar Roberto Cláudio, ex-prefeito de Fortaleza na disputa.

O governador Camilo Santana (PT), próximo da da família Ferreira Gomes – do presidenciável Ciro Gomes (PDT) e do senador Cid Gomes (PDT) -, está entre os defensores dessa coligação. O deputado federal José Guimarães (PT-CE), vice-líder da Minoria na Câmara, também apoia uma frente com o PDT.

José Guimarães também participou do evento de filiação dos prefeitos e disse que o PT “está mais forte do que nunca e preparado para construir um palanque forte para Lula no Ceará”.

Fonte: REVISTA FÓRUM/LUCAS ROCHA