Marcos Rogério, que defende Bolsonaro na CPI, usa verba pública para pagar aluguel à ex-esposa

6 de junho de 2021 343

O senador Marcos Rogério (DEM-RO), um dos principais defensores do presidente Jair Bolsonaro na CPI da Covid-19, usa parte de seus recursos da cota parlamentar para pagar aluguel à ex-esposa, Andréia Schmidt. Ela é proprietária de um escritório utilizado pelo parlamentar em Rondônia.

Segundo informações da coluna de Guilherme Amado, no Metrópoles, o imóvel é uma casa na cidade Ji-Paraná. O site do Senado informa que Marcos Rogério fez pagamentos de R$ 4,6 mil nos meses de março e abril deste ano pelo escritório.

A assessoria do parlamentar afirma que a casa pertencia a Rogério, que usou o local como seu escritório entre 2017 e 2020. Contudo, com o divórcio e a partilha dos bens, o imóvel passou para Andréia.

Fonte: REVISTA FORUM/Por Luisa Fragão