O CIRCO CHEGOU!

9 de julho de 2024 68

Respeitável público, tomem seus assentos, peguem sua pipoca pois o espetáculo já começou, sim a prefeitura resolveu inaugurar várias obras pela cidade, daquele jeitinho (de qualquer jeito), com a incrível parceria do vendedor de ilusão e a trupe Redano, esses momentos memoráveis entraram para os anais da história da cidade de Ariquemes. Mosquini literalmente moscou ao tentar enaltecer o excelente trabalho da prefeitura Carla Redano e de suas secretarias, justamente na frente de uma inauguração com uma calçada quebrada. Faltaram pouco cantar “quem quer pão” e “olha o Rapa”. Visivelmente inaugurou e já apresenta avaria logo na entrada, é cômico pra não dizer trágico!

Cada dia que passa, é impressionante a capacidade da classe política, principalmente em Ariquemes, de fazer o povo de palhaço.

Vale lembrar que eleições vem aí, quem fez fez , que fique registrado que o mal feito é pior do que não fazer, porque esse dinheiro não vai voltar para os cofres públicos.

Inaugurar obras inacabadas, com problemas de estrutura , jogar cal nos cacos todo santo dia pra cidade parecer bonita é tão inútil quanto dar pérolas aos porcos. E para aqueles que pretendem se candidatar aprendam para não repetir essa palhaçada.

Fonte: JABURU
JABURU DIRETO AO ASSUNTO

Chegou 2016. E aí rei da cocada? E aí autoridades? 1 – Ano de eleição. Não fez, não fez! Político promessa é igual produto ruim. Experimenta-se somente uma vez. 2 – E aí a propaganda? Prometeu. Mentiu. Não fez. Não cumpriu. Enganou. Difícil apagar da mente. Não adianta gastar a grana do povo. Tirar foto com fotoshop. Vai ter que tirar do ar. Os da lei mandaram! 3 – E tem mais! Aguenta a oposição mostrando e reprisando as notícias das promessas e das maracutaias. 4 – E as maracutaias “novas”? Tem muita gente calada. Por conveniência. Muda nunca! Amordaçada muito menos! E roubo não se esconde e muito menos se esquece. Os caminhos ficaram marcados e o pior, documentados. 5 – Tá tudo scaneado e filmado. E haja sacanagem! Como diz o caipira. “Na roça tem hora pra tudo!”. “Pra cume, pra bebe, pra trabaia, pra caga e pra fala mar dosoutros”. 6 – E a elite está preocupada. A tropa já está em campo avaliando suas empatias. 7 – Cidade e mente. Ambas pequenas. É assim! Querem vencer pela empatia e pelo poder. Tudo no interesse próprio. 8 – E a elite mostrando --- o ruim que “gostam” e o bom que não os “serve”. O município se desenvolve, mas as cabeças dominantes são permanentemente contaminadas, agora pelo Zika Vírus. “E a Cidade faz a sua metamorfose atropelada e empurrada pela população, mas continua o berço da elite dos homens de cabeça pequena”. --- Praga que resiste ao tempo. Participe. 9 – Esta coluna é escrita com a participação de várias pessoas e Você poderá participar e contribuir enviando e-mail para: jaburu.ro@gmail.com 10 – Envie sua observação, crítica, matéria, sugestão, pauta, direito de resposta, etc, em até quatro linhas.