PSL E PP GARANTEM “PEC DA BENGALA”. VEJA COMO CADA DEPUTADO VOTOU

24 de novembro de 2021 56

PSL, partido com que Jair Bolsonaro se elegeu em 2018, se uniu ao PL, partido com a qual ele pretende se reeleger em 2022, para aprovar na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara uma nova redação da “PEC da Bengala”, texto que quer alterar a Constituição para obrigar a aposentadoria de servidores públicos aos 70 anos, em vez dos atuais 75. Os dois partidos foram os únicos a com a bancada completamente favor da proposta.

O parecer favorável à admissibilidade da PEC 159/2019 foi aprovado na tarde desta terça-feira (23), por 35 votos favoráveis e 24 contrários. O PSL, maior bancada na casa, cedeu sete votos favoráveis ao texto, enquanto o PL contribuiu com quatro votos.

Em igual medida, o PT, que também tem sete deputados em sua bancada, foi totalmente contra a proposta da PEC da Bengala. O PSB também deu quatro votos contrários ao texto, que pode dar ao presidente ainda mais duas indicações ao Supremo Tribunal Federal (STF) antes do fim do seu mandato, caso o texto vire lei.

Em 2015 aprovaram a prorrogação da idade de aposentadoria de ministro do Supremo para impedir que a então presidente Dilma tivesse poder de indicar cinco ministros. Na época, Arthur Lira era o presidente da Câmara.

Caso o texto seja aprovado pelo Congresso, da forma como está atualmente, dois ministos teriam que se aposentar nos próximos dois anos – Rosa Weber e Ricardo Lewandowski, ambos com 73 anos. Isso daria a Bolsonaro o poder de escolher dois novos nomes para o lugar deles.

Veja como cada deputado votou, por bancada:

PSL
Bia Kicis (PSL-DF) -votou Sim
Carlos Jordy (PSL-RJ) -votou Sim
Caroline de Toni (PSL-SC) -votou Sim
Daniel Freitas (PSL-SC) -votou Sim
Filipe Barros (PSL-PR) -votou Sim
Vitor Hugo (PSL-GO) -votou Sim
Chris Tonietto (PSL-RJ) -votou Sim

PP
Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) -votou Não
Hiran Gonçalves (PP-RR) -votou Sim
Margarete Coelho (PP-PI) -votou Sim
Angela Amin (PP-SC) -votou Sim
Claudio Cajado (PP-BA) -votou Sim

PSD
Darci de Matos (PSD-SC) -votou Sim
Edilazio Junior (PSD-MA) -votou Não
Paulo Magalhães (PSD-BA) -votou Sim
Stephanes Junior (PSD-PR) -votou Sim
Deleg. Éder Mauro (PSD-PA) -votou Sim

DEM
Bilac Pinto (DEM-MG) -votou Sim
Kim Kataguiri (DEM-SP) -votou Não
Leur Lomanto Jr. (DEM-BA) -votou Sim
Luis Miranda (DEM-DF) -votou Não

MDB
Marcos A. Sampaio (MDB-PI) -votou Não
Isnaldo Bulhões Jr (MDB-AL) -votou Não
Rogério Peninha (MDB-SC) -votou Sim

PSDB
Lucas Redecker (PSDB-RS) -votou Sim
Samuel Moreira (PSDB-SP) -votou Não
Pedro Cunha Lima (PSDB-PB) -votou Não

Republicanos
Silvio Costa Filho (REPUBLICANOS-PE) -votou Sim
Cap. Alberto Neto (REPUBLICANOS-AM) -votou Sim

PSC
Paulo Martins (PSC-PR) -votou Sim

PTB
Marcelo Moraes (PTB-RS) -votou Sim

PDT
Félix Mendonça Jr (PDT-BA) -votou Sim
Pompeo de Mattos (PDT-RS) -votou Sim
Túlio Gadêlha (PDT-PE) -votou Não

Podemos
Diego Garcia (PODE-PR) -votou Sim
José Medeiros (PODE-MT) -votou Sim

Avante
Greyce Elias (AVANTE-MG) -votou Sim

Cidadania
Rubens Bueno (CIDADANIA-PR) -votou Sim

Patriota
Pastor Eurico (PATRIOTA-PE) -votou Sim

PCdoB
Orlando Silva (PCdoB-SP) -votou Não

PROS
Sâmia Bomfim (PSOL-SP, suplente) -votou Não

PV
Enrico Misasi (PV-SP) -votou Não

PT
Alencar S. Braga (PT-SP) -votou Não
Gleisi Hoffmann (PT-PR) -votou Não
José Guimarães (PT-CE) -votou Não
Patrus Ananias (PT-MG) -votou Não
Paulo Teixeira (PT-SP) -votou Não
Joenia Wapichana (REDE-RR, suplente) -votou Não
Erika Kokay (PT-DF) -votou Não

PSB
Gervásio Maia (PSB-PB) -votou Não
Júlio Delgado (PSB-MG) -votou Não
Tadeu Alencar (PSB-PE) -votou Não
Denis Bezerra (PSB-CE) -votou Não

PSOL
Fernanda Melchionna (PSOL-RS) -votou Não

NOVO
Gilson Marques (NOVO-SC) -votou Sim

Fonte: CONGRESSO EM FOCO/GUILHERME MENDES