Cacique Raoni reclama que Lula não cumpriu o que lhe prometeu

30 de outubro de 2023 50

Em entrevista ao jornal O Globo, o Cacique Raoni criticou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por não cumprir promessas que lhe fez no dia da posse. A entrevista foi divulgada nesta sexta-feira (27).

“Por isso vou a Brasília bater na porta dele”, afirmou a liderança kayapó ao jornal.

No jornal, Raoni avaliou que Lula está “devagar” na solução dos problemas dos povos indígenas.

“Desde a última vez que encontrei com ele, na cerimônia de posse, ele me prometeu que iria fazer ações em prol dos povos indígenas para que não existam mais essas ameaças e violência contra nós. E isso não está acontecendo”, disse o indígena.

De acordo com Raoni, ele e Lula não se falaram mais desde o dia da posse: “Por isso que tenho vontade de chegar rápido em Brasília para gente conversar sobre as questões indígenas para eu poder ajudar ele. Temos que trabalhar juntos para as coisas acontecerem”.

“Sei que ele está sendo pressionado por deputados e ruralistas, eu sei como é. Mas a necessidade dos povos indígenas é urgente em vários pontos do país. Estão tendo muitas ameaças, violências e não estou vendo o governo cumprir seu papel de proteger contra a violência as comunidades indígenas de todo o país. Por isso eu quero chegar e ajudar o Lula e assim defender nossos povos”, afirmou a liderança kayapó.

“Não estou feliz com o que foi feito. Muitos parentes precisam de território demarcado. Muitos deles estão sofrendo e vão sofrer ainda mais pela violência. A saída é a terra ficar com quem tem direito. Todas as lideranças têm me procurado para cobrar isso de Lula”, disse Raoni.

“O Lula vetou parcialmente o projeto aprovado pelo Congresso, mas eu tenho vontade de chegar para falar com ele, para acabar com tudo isso. Porque esse ódio não vai cessar com essa aprovação parcial. Estou tentando falar com ele e não consegui. Ele precisa vetar totalmente”, completou o indígena sobre o petista.

Fonte: De Gianlucca Gattai