China intensifica presença militar perto de Taiwan

15 de maio de 2024 32

A medida que a tensão política e militar continua a escalar entre Taiwan e a China, relatos recentes indicam um aumento significativo na presença militar chinesa nas proximidades da ilha governada democraticamente. Este aumento vem em um momento particularmente sensível, coincidindo com a inauguração do novo presidente taiwanês, Lai Ching-te.

Quais São os Novos Movimentos Militares da China Próximos a Taiwan?

Segundo relatos do governo taiwanês e análises internas, observou-se, desde o final de abril, um crescimento no número de aeronaves e navios militares chineses realizando manobras alarmantes. Estas incluem aproximações à zona contígua de Taiwan, que se estende por 24 milhas náuticas (aproximadamente 44 quilômetros) a partir de sua costa.

Na noite de terça-feira, um grupo de 15 aeronaves chinesas, incluindo jatos Su-30, cruzou a linha média do Estreito de Taiwan, entrando na zona de identificação de defesa aérea de Taiwan. Estas aeronaves realizaram patrulhas de prontidão de combate juntamente com navios de guerra, e alguns aviões simularam ataques a embarcações estrangeiras que se dirigiam ao sul do Estreito de Taiwan ou ao Canal de Bashi, que separa Taiwan das Filipinas.

“Eles são como moscas nos cercando todos os dias”, disse um oficial de segurança sênior de Taiwan, destacando mudanças nos padrões de voo, escala e frequência das operações chinesas.

O Que Taiwan Está Fazendo em Resposta?

O aumento das provocações não passou despercebido por Taiwan, que acompanhou de perto essas atividades por meio de radares de defesa aérea, chegando a interceptar aeronaves com jatos taiwaneses. O porta-voz do Ministério da Defesa de Taiwan em uma recente coletiva de imprensa enfatizou que o país possui um “controle completo” da situação.

O exército nacional não é o causador de problemas no Estreito de Taiwan. Não nos engajaremos em provocações e é importante deixar claro que qualquer comportamento provocativo não contribui para a paz e a estabilidade regionais“, afirmou Sun Li-fang.

Qual é a Reação Internacional ao Agravamento da Situação?

A comunidade internacional permanece vigilante quanto ao desenvolvimento da situação. O aumento das tensões entre Taiwan e a China não apenas deteriora a estabilidade regional, como também aumenta o risco de conflitos que podem envolver outras nações dada a importância estratégica de Taiwan no cenário global, especialmente em termos de tecnologia e comércio.

Enquanto Lai Ching-te assume a presidência com promessas de manutenção do status quo e ofertas de diálogo com a China, este novo capítulo nas relações entre Taiwan e China continua a ser uma significativa fonte de preocupação para a segurança internacional, ressaltando a complexidade das relações no leste asiático e a necessidade de uma diplomacia cautelosa e assertiva.

Fonte: Redação O Antagonista