Cruzeiro e Vasco fazem duelo direto pela permanência em jogo atrasado do Brasileirão

22 de novembro de 2023 46

A CBF aproveitou a Data Fifa para remarcar jogos atrasados do Campeonato Brasileiro. Um deles é um confronto direto na luta pela permanência da elite, entre dois gigantes nacionais que estiveram na Série B em 2022: Cruzeiro e Vasco, que se enfrentam nesta quarta-feira, às 19h, no Mineirão, em Belo Horizonte, pela 33ª rodada.

A partida será disputada com portões fechados porque o Cruzeiro está punido preventivamente pelo STJD por conta da briga entre torcidas no jogo com o Coritiba. Curiosamente, no primeiro turno, o confronto no Rio, em São Januário, também não contou com torcida porque o clube carioca estava punido.

O Cruzeiro estava em mal momento, com três derrotas seguidas, diante de São Paulo, Internacional e, mais surpreendentemente, para o Coritiba. No último sábado, porém, em outro jogo atrasado, venceu o Fortaleza por 1 a 0 e respirou na tabela, chegando a 40 pontos, no 16º lugar, uma posição fora da faixa de queda, que começa com o Bahia, com 38.

O time celeste busca melhorar seu retrospecto como mandante, pois em 16 jogos venceu apenas quatro, empatou cinco e perdeu outras sete. Os números colocam o Cruzeiro como terceiro pior mandante da competição, à frente apenas de Coritiba e América-MG, fadados a disputar a Série B.

A vitória diante do Fortaleza marcou a estreia de Paulo Autuori no comando do time. Ele ficará de forma interina até o fim do ano. Para o duelo com o Vasco, terá os retornos do meia Matheus Jussa, que deve ser titular, e do zagueiro Neris, que briga por posição com Lucas Oliveira para formar dupla defensiva com Luciano Castán.

O meia Mateus Vital, dúvida por conta de um trauma no ombro, apareceu no aquecimento junto com o elenco e deve ser titular. O jogador de 25 anos é cria da base do Vasco e defendeu o clube até 2017.

“Precisamos ter a coragem que tivemos diante do Fortaleza e entender que faltam cinco jogos, que temos que competir. Não vamos jogar bola, vamos jogar futebol de alto nível. Não posso querer que o time faça agora o que deixou de fazer ao longo da temporada. Agora, é buscar as coisas da maneira mais efetiva possível”, explicou.

O Vasco também tem 40 pontos e aparece logo acima do Cruzeiro, em 15º lugar, porque tem uma vitória a mais: 11 a 10. Entretanto, o time cruzmaltino vive melhor momento. Invicto há quatro jogos, vem de três vitórias consecutivas, diante de Cuiabá (2 a 0), Botafogo (1 a 0) e América-MG (2 a 1).

A recuperação do Vasco, porém, se passa mais no Rio, principalmente em São Januário. Longe de casa, já disputou 16 jogos, mas venceu apenas quatro, além de cinco empates e sete derrotas. É o quinto pior visitante, à frente de Bahia, Fluminense, São Paulo e América-MG.

O técnico Ramón Díaz deve fazer duas mudanças em relação ao último jogo. Na lateral-direita, Paulo Henrique está suspenso e o favorito para assumir a vaga é Puma Rodríguez, o Pumita. Já no ataque, a mudança é por opção técnica. Rossi está recuperado de lesão e deve ganhar a vaga de Alex Teixeira, dando mais velocidade ao time.

Há a expectativa ainda do retorno de Marlon Gomes, que estava com uma lesão na coxa e ainda teve uma gripe, que atrapalhou sua evolução. Mesmo se tiver condições, porém, deve ser opção no banco de reservas.

Apesar da última vitória diante do América, Ramón Díaz fez um alerta e pediu para o Vasco não relaxar. “Cada jogo é uma final e não podemos relaxar. A gente está encarando cada jogo como se fosse a final do mundo. A torcida sabe que a gente deixa tudo dentro de campo. Estamos muito felizes, muito contentes, mas temos que saber que precisamos seguir trabalhando, que falta bastante. São cinco finais, temos que melhorar e jogar com o coração”, analisou.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO