FlaBasquete abusa das cestas de três e vence o São Paulo no Maracanãzinho: 88 a 78

29 de março de 2024 161

O clima do lado de fora do ginásio traduziu o desempenho do FlaBasquete nesta noite de quinta-feira, no Maracanãzinho: frieza na conclusão das jogadas e chuva de bolas de três - com direito a recorde pessoal batido por Maique, acertando seis arremessos do perímetro. O resultado, vitória sobre o São Paulo por 88 a 78, mantém o Orgulho da Nação na liderança do NBB.

Foto: Gilvan de Souza/CRF

Foto: Gilvan de Souza/CRF

Destaques

Pontos - Olivinha (20), Maique (18), Balbi (16)

Rebotes - Didi (6), Jaú (6), Olivinha (6)

Assistências - Scott Machado (5), Balbi (5)

O jogo

Partida intensa desde o início! Gui Deodato deixou o marcador na saudade com um lindo giro de corpo e converteu os primeiros três pontos do Flamengo no jogo. O São Paulo respondeu com Fischer, também de três, mas Big Maique acertou duas cestas do perímetro em sequência, mostrando aos visitantes a dura missão que é enfrentar o líder do NBB no Maracanãzinho. Com 6:15 por jogar, Devon Scott acabou virando o pé ao aterrissar após um rebote e precisou da ajuda dos companheiros para sair de quadra e dar lugar a Gabriel Jaú. O Mais Querido não diminuiu a pressão. As bolas da linha de três continuaram caindo, primeiro com Maique e depois com Balbi. A enterrada de Gui após roubada de bola de Gabriel Jaú levantou a Nação presente no templo do basquete nacional. O São Paulo respondia do jeito que dava, acumulando pontos de perto, sem tanto sucesso nos chutes de longe. Na última posse do período, Gui Deodato acertou o arremesso da zona morta, colocando o Mengão com sete pontos de vantagem. O São Paulo ainda tentou diminuir no último lance do período, mas o relógio não foi suficiente e o placar ficou mesmo em 30 a 23.

Demorou um minuto para o placar mexer no segundo quarto. Gabriel Jaú brilhou no rebote ofensivo e ampliou. O São Paulo perdeu a bola na sequência e Big Maique anotou o seu quarto êxito de longe, travando uma batalha particular com Miller, do São Paulo, pelo posto de cestinha da partida. Didi Louzada achou Olivinha livre e o Deus da Raça acertou mais uma cesta de três pontos para o Flamengo, provocando um pedido de tempo por parte da equipe adversária. A equipe tricolor procurava alguma forma de encostar no placar, mas Olivinha notou mais um ponto em um ataque na bandeja. Scott Machado foi mais um a acertar a mão de longe. O Mengão aumentou a dianteira: Olivinha, com dois pontos em lances livres, e Franco Balbi, infiltrando o garrafão, deram fôlego extra aos rubro-negros nas arquibancadas, que cantavam em absoluta sintonia com os craques da quadra. O jogo chegou ao intervalo com o placar mostrando 52 a 44 para o time com a Maior Torcida do Mundo.

A partida recomeçou com o São Paulo tentando correr atrás do prejuízo. As posses de bola se alternavam sem que pontos fossem marcados até que Big Maique acertou sua quinta bola tripla na partida. Miller, até então maior pontuador dos tricolores, foi outro a se machucar sozinho e foi substituído. Didi converteu dois lances livres e fez crescer ainda mais a ladeira a ser percorrida pelos visitantes. Em mais uma bola longa, Maique levantou o ginásio. Por mais que o time paulista procurasse formas de equilibrar as ações, era o Flamengo que via a bola cair. Balbi em um chuá do perímetro botou a vantagem rubro-negra em 20 pontos, e só então o São Paulo conseguiu marcar seus primeiros pontos no período, com 4:10 restando no relógio, em cesta de três de Betinho. Gabriel Jaú, puxou o contra ataque, iludiu o defensor, mas acabou caindo. Mesmo do chão, recuperou a bola e serviu Didi, que guardou mais três pontos para o Mengão. No estouro do relógio da posse, Olivinha anotou mais uma cesta. O time do Morumbi ainda conseguiu acertar mais dois arremessos, mas foi Franco Balbi que marcou os últimos pontos do terceiro quarto, acertando dois dos três lances livres. A partida foi para a etapa final com 74 pontos para o Orgulho da Nação e 58 para os visitantes.

No último quarto, o São Paulo foi para o tudo ou nada, colocando seu maior pontuador, Miller, de volta em quadra. O camisa 33, ainda mancando um pouco, tentou dar novo gás à equipe paulista, mas a marcação rubro-negra seguia frustrando as tentativas. A cesta de três pontos de Tyrone foi respondida por uma de igual valor, marcada por Gabriel Jaú. O mesmo Tyrone disparou em contra ataque e, na hora de concluir, foi rejeitado com um tocaço de Big Maique, o grande nome da noite. Os visitantes fizeram um grande trabalho de recuperação, diminuindo a vantagem rubro-negra de 20 para 8 pontos. No entanto, Fischer fez sua quinta falta pessoal na partida e acabou indo para o chuveiro. Olivinha anotou mais dois lances livres. Siewert marcou três pontos na sequência. Em contra ataque, Didi enterrou de costas. Na sequência, foi Olivinha que roubou a bola e marcou mais dois. Miller teve tempo para fazer mais uma cesta de dentro do garrafão, mas foi só. Vitória rubro-negra (88 a 78) e mais uma rodada no topo da tabela do NBB. 

 

Próximo desafio

O FlaBasquete volta à quadra pelo NBB no domingo (31), em Campina Grande, para enfrentar a UNIFACISA, às 16h30. A partida terá transmissão da FlaTV e da FlaTV+, o streaming oficial do Mengão. Sócio-torcedor tem direito a uma assinatura gratuita! 

 

Quinteto inicial

Franco Balbi, Gui Deodato, Didi Louzada, Maique e Devon Scott.

Técnico: Gustavo De Conti.

Fonte: Por Daniel Reich Falbo