Marco Aurélio Mello critica nomeação de general para o TSE e diz que isto não ocorreu nem no regime militar

29 de dezembro de 2021 33

247 - O ex-presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Marco Aurélio Mello, critica a nomeação do general da reserva Fernando Azevedo e Silva para a diretoria-geral da corte eleitoral. "Nem na época de exceção, no regime militar vivenciado pelo Brasil, isso ocorreu", diz o ex-ministro do STF ao Painel da Folha de S.Paulo. Ele afirma que a escolha pelo ex-ministro da Defesa de Jair Bolsonaro (PL) pode gerar um mau exemplo para o restante do sistema de Justiça.

Outros ex-integrantes do TSE e do STF dizem não ver problemas na escolha de um militar para o posto.

O general Fernando Azevedo e Silva foi ministro da Defesa do governo Bolsonaro, tendo sido demitido em meio a uma crise política e militar. Anteriormente, Azevedo atuou como assessor especial do Supremo, a convite do ex-presidente da corte Dias Toffoli. 

Fonte: BRASIL 247