‘Messi brasileiro’ e amigo de Endrick no Palmeiras, Estêvão brilha pela Seleção Sub-17 e mostra credenciais no Mundial

14 de novembro de 2023 78

Uma das principais joias da base do Palmeiras, Estêvão tem brilhado também pela Seleção Brasileira. Nesta terça-feira (14), o Brasil goleou a Nova Caledônia por 9 a 0, pelo Mundial Sub-17, e o jovem palestrino contribuiu com um gol e três assistências, sendo um dos principais destaques da partida.

Estêvão já vem chamando atenção nas categorias de base do Palmeiras há um tempo. No mês passado, foi decisivo na conquista do Campeonato Brasileiro Sub-17 ao marcar três gols na final contra o São Paulo. Hoje aos 16 anos, a joia foi descoberta pelo Verdão aos 11, mas foi atuar pelo Cruzeiro. Aos 14, por conta de problemas da Raposa com sua base, o atacante ficou livre no mercado e retornou ao clube paulista, o que gerou “revolta” nos mineiros, tamanho seu potencial.

Devido à sua velocidade e habilidade no drible curto, Estêvão ganhou o apelido de “Messinho”, ainda nos tempos de Cruzeiro. Embora não adote tanto a alcunha devido à pressão e pouca idade, é visto como um dos grandes talentos e ativos do Palmeiras.

O ponta iniciou sua trajetória na base do Verdão em 2021. Não demorou a se destacar com sua velocidade, capacidade no drible e a maturidade na tomada de decisão. Em 2022, foi campeão do Campeonato Paulista Sub-15 e Sub-17, além do Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil na última categoria, feito que se repetiu em 2023, com o bicampeonato das competições nacionais. Em abril deste ano, Estêvão assinou o primeiro contrato profissional com o Palmeiras.

Por conta da idade, o vínculo da joia com o clube dura três anos, tempo máximo permitido pela Fifa. No entanto, chama a atenção o alto valor da multa rescisória no acordo, estabelecida em 45 milhões de euros (cerca de R$ 240 milhões). O Palmeiras trata a situação de Estêvão de forma parecida com o caso Endrick e mantém cautela. Em dezembro de 2022, o clube – assim como a família – recusou uma proposta do PSG pelo atacante.

Fonte: LANCE