PDT aposta na reeleição de Rosângela e no retorno de Airton à Ale, “Grupão” de apoio a Maurão vem crescendo no Estado, lideranças políticas e religiosas integram a parceria

10 de junho de 2021 28

PDT – Provavelmente sem uma candidatura ao governo do Estado ou à reeleição do presidente regional do partido em Rondônia, senador Acir Gurgacz, que está inelegível, o PDT está trabalhando forte nos bastidores visando as eleições de 2022. Uma das metas é ampliar a bancada estadual na Assembleia Legislativa, que hoje só tem a deputada Rosângela Donadon, de Vilhena. De família tradicional na política estadual Rosângela provavelmente não terá dificuldades para a reeleição, caso seja esse o projeto dos Donadon. Rosângela está no segundo mandato, realiza um bom trabalho no legislativo estadual e certamente, não terá dificuldades em permanecer na Casa do Povo a partir de 2023.  

PDT II – O PDT também tem o empresário de Ji-Paraná em condições de retornar à Ale, o ex-deputado estadual Airton Gurgacz, que já foi vice-governador no primeiro dos dois mandatos do ex-governador Confúcio Moura (MDB), hoje senador. Airton tem amplo trânsito em todos os segmentos da sociedade e é bastante querido em Ji-Paraná, onde reside. Airton não se reelegeu deputado estadual em 2018, por questões estratégicas. Acabou ficando de fora do grupo dos eleitos, mesmo somando mais de 8 mil votos, votação superior a três dos atuais deputados. Não se manteve na Ale devido a legenda. 

Grupão – O PDT poderá ficar sem a deputada Rosângela, caso o “Grupão”, que está sendo formatado no Estado pela Família Donadon, lideranças da capital e do interior com o ex-presidente da Assembleia Legislativa Maurão de Carvalho e companheiros de anos na política regional, visando uma parceria abrangente para as eleições em Rondônia que ocorrerão em outubro do próximo ano. Além de Maurão e da Família Donadon, que tem o ex-deputado federal Natan a frente, também estão na parceria o ex-deputado estadual Celso Popó, de Santa Luzia; da Família Follador, de Ariquemes, do deputado estadual Adelino e o filho Lucas, ex-vice-prefeito de Ariquemes e suplente de deputado federal e do ex-deputado federal Nilton Capixaba, de Cacoal, todos considerados “bons de voto”.  

Grupão II – A meta é fechar o “Grupão” tendo à frente Maurão de Carvalho, que concorreu ao governo do Estado em 2018 pelo MDB e não conseguiu disputar o segundo turno, porque perdeu por 10.001 votos para o atual governador, Marcos Rocha, na época no PSL, hoje sem partido, que foi o segundo colocado, mas que no segundo turno se elegeu vencendo o ex-senador Expedito Júnior (PSDB), que venceu o primeiro turno. O “Grupão” também tem o pastor Sebastião Valadares, liderança religiosa do Estado como um dos membros. Não há dúvida que a parceria é composta de pessoas identificadas pelo eleitorado, representam vários segmentos e tem condições de eleger o futuro governador.  

Higiene – Há dias cobramos a Vigilância Sanitária (VS) de Porto Velho sobre vazamento de esgoto às imediações do Mercado do Um, ponto tradicional de alimentação e vendas de produtos naturais da cidade. O vazamento fica às imediações de um açougue e à porta do mercado na Avenida 7 de Setembro, uma das mais movimentadas da cidade. Além dos dejetos escorrendo no local a fedentina é quase insuportável. Mesmo com as constantes reclamações as providências não foram tomadas e o problema continua. A “zelosa” equipe da VS implica com a cor do azulejo em bares, restaurantes, consultórios médicos e odontológicos, por exemplo, inclusive com aplicação de multas e até fechamento do estabelecimento, mas a sujeira às imediações do mercado é ignorada.  

Respigo  

No próximo sábado (12) o Omega, Clube de Tiro Desportivo, com sede em Ji-Paraná aplicará Curso de Armamento e Tiro para Iniciantes. As inscrições estão abertas e poderão ser feitas pelos telefones 69 9.8123.9110 +++ As vagas são limitadas. Na programação do curso estão Apresentação de Armamento, Regras de Segurança, Fundamentos de Tiro, Conduta de Estande e 40 tiros +++ Até o final do ano a Prefeitura de Porto Velho pretende entregar à população mais carente 269 casas populares. As casas estão sendo construídas no Bairro Socialista +++ As residências têm 38 metros quadrados de área construída e contam com dois quartos, banheiro, cozinha e sala integrada. Em passado recente as casas eram chamadas de “Pé de Fora”, por serem diminutas, mas de qualquer forma é uma maneira para as famílias de baixa renda deixarem de pagar aluguel. 

Fonte: WALDIR COSTA
RD POLITICA ( WC E REDAçãO)