Peña, Milei, Trump, Lacalle Pou e Bolsonaro: posse na Argentina reunirá a nata da direita

24 de novembro de 2023 72

Desde o último domingo (19), quando Javier Milei foi oficialmente declarado vencedor das eleições presidenciais da Argentina, o tema tem dominado as discussões no segmento político do Twitter.

Na plataforma de Elon Musk, o assunto ultrapassou milhões de interações, consolidando-se como um dos mais comentados.

A ascensão de Milei ao mais alto cargo na Argentina marca uma guinada à direita no pleito deste ano, representando não apenas a derrota de Sergio Massa, mas um revés histórico contra a extrema-esquerda argentina. Por quase três décadas, líderes progressistas como Alberto Fernández e Cristina Kirchner dominaram o cenário político, sendo esta última ex-presidente, totalizando oito mandatos.

Com o declínio do ciclo progressista, a Argentina elegeu Milei, que é um líder de orientação direitista, para liderar o país nos próximos quatro anos, com a possibilidade de reeleição por mais quatro, caso vença o próximo pleito. Com o apoio de figuras como Maurício Macri e Patricia Bullrich, terceira colocada na corrida à Casa Rosada, Milei derrotou Massa com mais de 55% dos votos, consolidando uma diferença de quase 12 pontos percentuais.

Fonte: Por Raul Holderf Nascimento