Tragédia com adolescente e criança revolta moradores de Candeias, omissão dos vereadores é preocupante, Bianco é parte da história política de Rondônia

7 de junho de 2022 63

Bianco – Na Opinião postada no sábado (4) foi feita uma análise sobre políticos de Rondônia que estarão fora das eleições gerais de outubro deste ano. Políticos com enormes chances de serem eleitos não estarão concorrendo a cargos eletivos este ano, mas vários poderiam, pois estão em condições legais para enfrentar as urnas. Em Ji-Paraná, por exemplo, o ex (vereador, prefeito em três mandatos, governador, deputado estadual constituinte e senador), José Bianco, é uma das exceções de passagem ilibada pelo complicado, complexo, mas disputado sistema político-partidário. Bianco, desde que deixou a prefeitura, após cumprir o terceiro mandato de prefeito (2009/12) só participa da política atuando como um consultor permanente e iluminado de informações da Rondônia de ontem, de hoje e do amanhã. É uma obrigatória e confiável fonte de consulta. Hoje é um político de bastidores, um guru, que não quer mais se sujeitar as urnas.  

Candeias – A morte de uma criança de dois anos e uma adolescente de 16 anos na última semana em Candeias do Jamari, na ponte (sic) sobre o rio Preto ampliou a revolta de boa parte da população do município, que mora nas linhas e depende de estradas vicinais transitáveis e pontes com as mínimas condições de segurança. Após a tragédia aumentou a revolta da maioria da população moradora no interior contra o prefeito Valteir Queiroz (Patriota), que recentemente passou a responsabilidade (estadualizou) a linha Rio Preto até Triunfo para o governo do Estado, via DER, mas a autarquia, não teve tempo suficiente para montar um projeto de recuperação da ponte sobre o rio Preto, que está podre, perigosa e vitimou as duas pessoas.  

Vereadores – As famílias residentes no interior estão revoltadas com a situação, pelo temor de novos acidentes com vítimas fatais também nas outras linhas, onde as pontes estão perigosas e sem condições seguras de tráfego. As críticas estão sendo direcionadas ao prefeito Valteir, que é o mandatário maior do município. O povo está revoltado e coberto de razão. E os vereadores? Por que os “nobres pares” não cumprem com suas funções de fiscalizar, cobrar, exigir, que o povo seja atendido? Vereador tem que elaborar as leis municipais e fiscalizar a atuação do Executivo – no caso, o prefeito. São os vereadores que propõem, discutem e aprovam as leis a serem aplicadas no município.  

Vereadores II – Em Candeias, dos 11 vereadores, que compõem o legislativo municipal, dez são “parceiros” do prefeito. Se a administração não vai bem, a culpa maior é dos legisladores, que dão guarida para as ações do prefeito ou, pelo que ele não faz. O povo de Candeias tem que comparecer na sessão plenária e exigir que esses vereadores ajam, pois ganham muito bem para “trabalhar” um dia na semana. Ser parceiro do prefeito náo quer dizer subserviência. O que é positivo e for de encontro aos interesses da maioria da população deve ser apoiado. O que é nocivo, ruim, não. A estadualização da vicinal, que hoje é RO é um ponto positivo, mas o prefeito e seus assessores tiveram um ano e meio para recuperar a ponte e nada foi feito.  

Shopping – A decisão da direção de o Porto Velho Shopping de acabar com a praça de alimentação do piso normal e optar somente pela do andar superior, não foi uma decisão ruim para o público consumidor. O problema foi colocar som ao vivo no local onde as pessoas vão para se alimentar, conversar, discutir assuntos políticos, econômicos, sociais e até para colocar as fofocas em dia. No sábado (3), o grupo de samba que estava se apresentando ao vivo, muito bom, mas com o som bem acima do tolerável para o frequentador, que está se alimentando, bebendo e batendo papo, ações praticamente impossíveis devido ao volume elevado. Bom senso e semancol não fazem mal a ninguém. Música é bom, ótimo, mas não é necessário, ter que conversar com a pessoa ao lado gritando. 

Respigo  

O Dia dos Namorados este ano será comemorado no domingo (12). Em razão da pandemia, nos últimos dois anos a data passou meio desapercebida, mas há dias o comércio já se empenha em buscar compradores investindo pesado em propaganda nos veículos de comunicação (rádio, TV e rede sociais) em busca de clientes enamorados +++ E a BR 364 (Corredor da Morte) continua provocando vítimas fatais. Na manhã de hoje (6) no trecho Candeias do Jamari a Itapuã do Oeste choque entre Kombi e Saveiro resultou na morte de duas pessoas e em quatro feridos +++ Apostas estão sendo feitas para saber qual das duas mulheres de Rondônia, pré-candidatas do Senado conseguirá maior número de votos nas eleições de outubro próximo. Ambas são deputadas federais e querem subir ao degrau mais alto do Congresso Nacional +++ A previsão é de disputa ferrenha pelo voto feminino entre Mariana Carvalho (PL-RO) e Jaqueline Cassol (PP-RO). Desde a passagem de Fátima Cleide (PT) pelo Senado (2003/10) que Rondônia não tem uma representante feminina em uma das três vagas de senadora +++ Após um período fora do contexto político de Rondônia, Fátima Cleide está entre os pré-candidatos a uma das oito vagas à Câmara Federal, nas eleições de outubro próximo. Fátima é uma das referências na política regional e volta ao contexto em boa hora, pois Rondônia precisa de políticos com o perfil da ex-senadora na área federal.

Fonte: WALDIR COSTA
RD POLITICA ( WC E REDAçãO)