VÍDEO: Coreia do Norte envia nova onda de balões com fezes e lixo ao Sul; VEJA

10 de junho de 2024 18

A Coreia do Norte lançou cerca de 310 balões carregados de lixo através da fronteira sul no domingo à noite, em uma aparente retaliação. Esses novos balões, classificados por Seul como ‘básicos e perigosos’, foram enviados após a decisão da Coreia do Sul de retomar a transmissão de propaganda anti-Norte-Coreana por meio de alto-falantes nas zonas de fronteira.

Kim Yo Jong, irmã de Kim Jong Un e porta-voz do governo norte-coreano, alertou que a retomada das transmissões em alto-falantes era ‘um prelúdio para uma situação muito perigosa’. Em um comunicado divulgado pela mídia estatal norte-coreana, Kim afirmou que a Coreia do Sul enfrentaria ‘nova ação em resposta’ do Norte se continuasse com as transmissões em alto-falantes e não impedisse os ativistas de enviar panfletos de propaganda anti-norte-coreana através da fronteira.

Kim enfatizou: ‘Advirto severamente Seul para parar imediatamente com este ato perigoso’, acusando a cidade de criar um ‘novo ambiente de crise’.

O Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul responsabilizou totalmente a Coreia do Norte pela situação atual e instou o Norte a ‘parar imediatamente com atos mesquinhos, como o envio de balões de lixo’. No entanto, ainda não está claro se o Sul continuará a transmitir mensagens através dos alto-falantes, pois os militares conduzirão missões ‘com flexibilidade de acordo com a situação estratégica e operacional’.

A crescente apreensão suscitou preocupações sobre uma possível ação militar retaliatória. Na semana passada, o governo sul-coreano suspendeu um acordo de 2018 que visava reduzir as tensões militares com o Norte, permitindo a retomada das transmissões de propaganda e potencialmente reiniciando exercícios militares ao longo da fronteira.

As transmissões de propaganda eram rotineiramente usadas pelos militares da Coreia do Sul como parte da guerra psicológica contra o Norte, até que o equipamento foi retirado após o acordo de 2018. Essas transmissões informavam os soldados e residentes norte-coreanos sobre a ‘realidade da Coreia do Norte’ e o desenvolvimento da Coreia do Sul e da cultura coreana moderna.

Fonte: Por Terra Brasil Notícias