Não dê bom dia a cavalo.

7 de fevereiro de 2022 151

1 – Na política e na vida privada.

Falar demais, dar satisfação e respostas a tudo que é questionado e exaltado, nos faz de escravos do que o outro acha e entende ser o certo ou o melhor.

2 – E a firmeza de própostio é uma virtude.

Assim resumiu o ex-presidente Jânio Quadros, quando proferiu a célebre frase “filo porque quilo”. 

3 –  E aí ele, o Jânio, fez a maior burrada de sua vida.

Não houve a tão esperada multidão pedindo a sua volta ao poder, mas executou o que pensava ser uma excelente estratégia politica.

4 – Veja que aí, o Jânio, falou pouco, mas esperou demais do povão.

E acabou dando um belo bom dia a cavalo. Diferente do Bolsonaro, no sete de setembro passado. Muitos pensavam que ele ia derrubar o Congresso e o STF, aí Bolsonaro deu um contra golpe na esquerda, defendendo a democracia e de quebra, mostrou o seu apoio popular.

5 – Resumindo, agarra a firmeza de propósito, tenha ação e bola pra frente.

Se o povão quer festa, mas a Covid está solta por ai, nada de festa e que cada um pule o carnaval em casa.. Se a Covid não vai embora, deixa todos de prontidão:- estrutura de atendimento, pessoal, remédios, protocolos, testes, fiscalização e por ai vai.

6 – Não dá pra ficar armando e desarmando o circo toda hora.

E deixa o pessoal de lingua solta e os tagarelas ficarem falando. Vão dando bom dia a cavalo.

7 – E os políticos do parlamento mirim e sua trupe, os partidos, os contras?

Esses são os donos da manada. Deixa todos também dando bom dia a cavalo. Rs.rs.rs. O que querem, principalmente, é desestabilizar o gestor público e sua equipe. Deixa a turma do contra se desgastar e ai a pauta se encerra naturalmente. Vão ficando todos desacreditados.

Participe.

8 – Esta coluna é escrita com a participação de várias pessoas e Você poderá participar e contribuir enviando e-mail para: jaburu.ro@gmail.com

9 – Envie sua observação, crítica, matéria, sugestão, pauta, direito de resposta, etc, em até quatro linhas.

Fonte: JABURU
JABURU DIRETO AO ASSUNTO

Chegou 2016. E aí rei da cocada? E aí autoridades? 1 – Ano de eleição. Não fez, não fez! Político promessa é igual produto ruim. Experimenta-se somente uma vez. 2 – E aí a propaganda? Prometeu. Mentiu. Não fez. Não cumpriu. Enganou. Difícil apagar da mente. Não adianta gastar a grana do povo. Tirar foto com fotoshop. Vai ter que tirar do ar. Os da lei mandaram! 3 – E tem mais! Aguenta a oposição mostrando e reprisando as notícias das promessas e das maracutaias. 4 – E as maracutaias “novas”? Tem muita gente calada. Por conveniência. Muda nunca! Amordaçada muito menos! E roubo não se esconde e muito menos se esquece. Os caminhos ficaram marcados e o pior, documentados. 5 – Tá tudo scaneado e filmado. E haja sacanagem! Como diz o caipira. “Na roça tem hora pra tudo!”. “Pra cume, pra bebe, pra trabaia, pra caga e pra fala mar dosoutros”. 6 – E a elite está preocupada. A tropa já está em campo avaliando suas empatias. 7 – Cidade e mente. Ambas pequenas. É assim! Querem vencer pela empatia e pelo poder. Tudo no interesse próprio. 8 – E a elite mostrando --- o ruim que “gostam” e o bom que não os “serve”. O município se desenvolve, mas as cabeças dominantes são permanentemente contaminadas, agora pelo Zika Vírus. “E a Cidade faz a sua metamorfose atropelada e empurrada pela população, mas continua o berço da elite dos homens de cabeça pequena”. --- Praga que resiste ao tempo. Participe. 9 – Esta coluna é escrita com a participação de várias pessoas e Você poderá participar e contribuir enviando e-mail para: jaburu.ro@gmail.com 10 – Envie sua observação, crítica, matéria, sugestão, pauta, direito de resposta, etc, em até quatro linhas.